5 terapias naturais para amenizar a ansiedade e reduzir a insônia

Quarta, 14 de Outubro de 2020  .  Leitura: Aproximadamente 2 minutos

5 terapias naturais para amenizar a ansiedade e reduzir a insônia

Especialista indica Cromoterapia, Aromaterapia, Fitoterapia, Cristaloterapia e Florais de Bach para equilíbrio das emoções e do sono

Diante das últimas notícias sobre os casos de coronavírus, que estão atingindo o mundo, fica difícil mantermos o controle de nossas preocupações com relação ao presente e o que nos aguarda no futuro. Sem dúvidas, esta pandemia gera uma ansiedade e insegurança que nos tira o foco e pode atrapalhar nossa rotina. Assim como neste caso, há muitos outros momentos da vida que precisamos lidar com a ansiedade. Saber administrá-la, sem dúvida, é primordial para que as coisas não fiquem fora de controle.

De acordo com o naturopata Daniel Alan Costa, coordenador do curso de pós-graduação em Naturopatia da Unip e professor de Fitoterapia do curso de pós-graduação da USP,  esse sentimento pode sim ser paralisante e atrapalhar o dia a dia. Por isso, deve ser classificado e encarado como doença que precisa ser tratada. “O excesso de preocupação com qualquer área da vida ou o medo exagerado por qualquer motivo pode ser um sinal de que o corpo precisa de ajuda para equilibrar essas emoções”, afirma o especialista.

Durante pandemia também tem sido muito recorrente o problema com insônia e isso pode atrapalhar muito o rendimento, além de comprometer a imunidade. As medicinas tradicionais como a Chinesa e a Ayurveda explicam que manter um sono de qualidade é pressuposto para manter a saúde integral. Excessos de atividades, especialmente aquelas mais agitadas, excesso de pensamentos, mente ansiosa e agitada, excesso de barulho e luminosidade podem ser possíveis causas do comprometimento do sono.

O excesso de preocupação com qualquer área da vida ou o medo exagerado por qualquer motivo pode ser um sinal de que o corpo precisa de ajuda para equilibrar essas emoções que podem levar à insônia”, alerta Costa, que é diretor da Escola Brasileira de Naturopatia.

Ele explica que as pessoas têm necessidade de quantidade de sono diferentes, mas as horas dormidas precisam trazer no dia seguinte a sensação de revigoramento. Sentir-se cansado e com períodos de sono durante o dia pode ser um sinal de que há um comprometimento da qualidade do sono. Segundo o especialista, dentro da Naturopatia existem várias terapias integrativas que ajudam a controlar o estresse e a ansiedade e ainda promovem um sono reparador. “Muitas podem ser feitas em casa e ajudar a família toda nesse momento de incerteza”, afirma.

Ele propõe algumas terapias integrativas que podem ajudar a controlar esses sintomas, como Aromaterapia, Meditação, Cromoterapia, Cristaloterapia e Florais de Bach.  “A indicação nessa fase de isolamento é a de consultar o seu naturopata de forma remota e ter uma combinação destas terapias receitadas de forma individual e personalizada”, indica o especialista. Conheça cada uma delas.

Cromoterapia

A cor azul atua como um grande calmante podendo ser utilizada em casos agudos como dor, inflamações, alergias inclusive as de pele. Atua nos casos de stress, estafa, convalescença, pressão alta, obesidade, taquicardia, palpitação, nervosismo, insônia, ira, irritabilidade, temperamento agressivo, ciúme, medo, insegurança, ansiedade e agitação.

Importante ressaltar a necessidade de um ambiente completamente escuro, o breu total seria o ideal, uma vez que o principal hormônio do sono, a melatonina, precisa deste ambiente escuro para ser produzida em quantidades suficientes para garantir um sono de boa qualidade. Outras cores podem ser indicadas dependendo da causa da insônia e nesse caso o ideal é procurar um especialista”, alerta Costa.

Cristaloterapia

A terapia com os cristais consiste em equilibrar os corpos energéticos sutis e, em consequência disto, o corpo físico também entra em equilíbrio, pois um influencia o outro. “Existem diversas formas de se trabalhar terapeuticamente com os cristais. A mais comum é através da disposição de cristais sobre o corpo, que pode ser sobre a área a ser tratada ou sobre chakras, importantes centros de energia que regulam em níveis mais sutis a nossa saúde”, explica.

Podemos ainda ter o uso de elixir de cristais, que é a preparação de água potencializada com a energia dos cristais, que é a preparação de água potencializada com a energia dos cristais no qual fazemos uso para garantir o nosso bem-estar”, explica o naturopata.

Ametista: pedra básica do sétimo chakras é a pedra da meditação e transmutação, do autodomínio e do relaxamento. Proporciona estabilidade e clareza de pensamento. Atua como calmante e integra os sistemas do corpo.

Pirita: pedra ajuda no tratamento de depressão, liberta de medos e frustrações, reduz a ansiedade. Ajuda na realização de sonhos. Pedra que atrai riqueza, dinheiro, assim como facilita a realização de bons negócios. Protege contra vibrações negativas.

Além destes, podemos citar cristais como o lápis-lazuli, azurita, quartzo azul e verde, sodalita, água-marinha, entre tantos outros”, afirma o naturopata, que também é acupunturista membro da WFCMS (World Federation Chinese Medicine Societies).

Florais de Bach

Os Florais de Bach são bem aceitos atualmente e promovem alívio através de fórmulas naturais. Trazem melhoras em tratamentos no âmbito emocional, ajudando quem passa por problemas como a ansiedade. “Consultar um terapeuta é importante para ter uma fórmula personalizada que atenda da melhor forma a situação atual do paciente, mas no geral alguns florais podem ter uma boa atuação”, afirma Costa.

A combinação de florais chamada Rescue tem a função de agir rápido para alívio emocional e pode ser usado em situações nas quais a pessoa precisa reestabelecer o equilíbrio emergencialmente. O Impatiens é indicado para aqueles que tendem a querer que tudo se resolva na hora, imediatismo que traz ainda mais ansiedade no dia a dia. O Red Chestnut ajuda a diminuir a preocupação em excesso, aquela que é exacerbada e sem motivos reais. Já o Mimulus pode ser usado para complementar e colaborar para diminuir o medo de tudo.

Aromaterapia

aromaterapia-ajuda-a-combater-tabagismo

As propriedades harmonizadoras dos óleos essenciais vão oferecer um equilíbrio físico, mental e emocional duradouros, por exemplo, extremamente importante no momento de tensão e ansiedade. Na aromaterapia, há vários óleos essenciais são calmantes e têm a função ansiolítica amplamente comprovada cientificamente, comparada a ansiolíticos convencionais, mas sem os efeitos colaterais que tanto incomodam as pessoas.

Entre eles é unânime o de Lavanda (Lavandula angustifólia) que tem ação calmante e já tem uso comprovado para dor de cabeça, agitação, TPM, cólicas menstruais, ansiedade e depressão que também são causas da insônia. O óleo de Patchouli (Pogostemon cablin), além de auxiliar na falta de concentração, alivia a ansiedade em condições relacionadas ao estresse. Também é possível usar o de Camomila Romana. Para aqueles indivíduos mais irritados, ou que vivem em ambientes estressores, os óleos de mandarina, bergamota e laranja doce tem indicações comprovadas em pesquisas científicas.

Outros óleos com forte ação calmante que auxiliam no tratamento da insônia: Camomila romana, valeriana, manjerona, ylang-ylang e manjericão. Temos ainda o cedro, menta arvensis E eucalipto que, além de auxiliar na falta de concentração, alivia a ansiedade em condições relacionadas ao estresse. Se a causa da insônia for os distúrbios da menopausa, o óleo de Gerânio e Sálvia Esclaréia são excelentes para amenizar o desconforto deste período, contribuindo para melhorar a qualidade do sono.

Mas é importante lembrar que os óleos essenciais não podem ser usados diretamente na pele. Neste caso, a sugestão é o de inalar o aroma profundamente diretamente do vidro ou utilizar os colares aromatizadores individuais. “Imediatamente já haverá estímulos das partes do cérebro relativas à memória e emoção. Também podem ser usados em difusores para a casa, estendendo o efeito para todos os integrantes da família, incluindo animais”, alerta o especialista.

Fitoterapia

Devido às propriedades calmantes, a fitoterapia ajuda na ansiedade e a dormir bem. Neste caso, alguns chás como Passiflora, Camomila, Mulungu, Valeriana e Macela, Erva-cidreira e Erva-doce a são recomendados, segundo informa Daniel, que é especialista em Bases de Medicina Integrativa pelo Hospital Albert Einstein e professor de fitoterapia na USP.

O Mulungu (Erythrina velutina), também conhecido como canivete, bico-de-papagaio e corticeira, é uma planta medicinal muito eficaz no tratamento de problemas psicológicos relacionados ao estresse. Tratamento de estados emocionais como histeria, neurose, ansiedade, agitação, depressão, ataque de pânico, epilepsia e compulsão devido às suas propriedades antidepressivas, hipnótica, sedativa e tranquilizante.

O Mulungu também possui propriedades analgésicas, narcóticas, antiespasmódicas e tônicas. Devido à sua capacidade calmante e tranquilizante, é muito utilizado para tratar os distúrbios do sono, como a insônia, por exemplo”, explica o naturopata.

Na Alemanha, na Grã-Bretanha e em outros países europeus, a Valeriana é aprovada oficialmente por autoridades médicas como uma planta que auxilia o sono. Há séculos é utilizada para ajudar a dormir. Pode atuar também como agente calmante nas situações estressantes ocorridas durante o dia. “Ela é utilizada para o tratamento de distúrbios da ansiedade e de outras doenças que pioram com o estresse, como a diverticulose e a síndrome do cólon irritável”, afirma Costa.

Já a Passiflora é mais conhecida por seu fruto, o maracujá. O Brasil possui um grande número de espécies de Passiflora, mas apesar de abrigar quase um terço das espécies, somente duas delas são exploradas comercialmente. São elas: P. edulis (maracujá roxo) e sua forma amarela P.edulis Sims f. flavicarpa Deg. (maracujá amarelo) e o P. alata (maracujá doce).

A Passiflora estimula a liberação de hormônios que levam ao relaxamento e sensação de bem-estar. Por isso, a planta é benéfica em casos de insônia e também ajuda a evitar a depressão devido à sensação de bem-estar que ela proporciona. Seus componentes químicos primários, calcalóides e flavonoides agem de forma relaxante e antidepressiva no organismo”, ensina o professor.

Concentração e disciplina no home office

O home office exige mais concentração e disciplina. Focar no trabalho em casa pode ser desafiador, com grandes chances de dividir a atenção entre tarefas domésticas, televisão, a cama logo ali para uma soneca, entre outras distrações. Os benefícios da Aromaterapia para quem está em casa e precisa de concentração para manter a produtividade do trabalho são inúmeros.

“A Lavanda (Lavandula angustifolia) e a Camomila Romana (Chamaemelum nobile/Anthemis nobilis) podem ser utilizadas para equilibrar o emocional e oferecer tranquilidade durante esse período, já que é mais do que normal ficar nervoso ou ansioso com tudo o que está acontecendo. Já o Alecrim (Rosmarinus officinalis), por exemplo, é excelente como fortalecedor de memória”, afirma o especialista.

Segundo Alan, a reputação do Alecrim como estimulante do cérebro vem da época da Grécia antiga. “Naquela época os estudantes, durante o período de provas, já usavam raminhos da erva no cabelo, pois eles perceberam que a essência conforta o cérebro, aguça a compreensão, restaura a memória perdida e desperta a mente”, afirma o naturopata.

Outros óleos essenciais indicados para concentração precária e fadiga mental são o Menta (Mentha piperita), o Patchouli (Pogostemon cablin), que além de auxiliar na falta de concentração, alivia a ansiedade em condições relacionadas ao estresse, o Tomilho branco (Thymus vulgaris – ct linalol) que ativa as células do cérebro, estimulando a memória e favorecendo a concentração. Já o óleo essencial de Vetiver (Vetiveria zizanoides) descontrai profundamente sendo útil para quem precisa concentrar as suas energias.

“As propriedades harmonizadoras dos óleos essenciais vão oferecer um equilíbrio físico, mental e emocional duradouros aos trabalhadores, extremamente importante neste momento em home office. Mas é importante lembrar que os óleos essenciais não podem ser usados diretamente na pele. Neste caso, a sugestão é o de inalar o aroma profundamente diretamente do vidro ou utilizar os colares aromatizadores individuais. Imediatamente já haverá estímulos das partes do cérebro relativas a memória e emoção”, alerta o naturopata.

 

Confira receitas caseiras para acalmar

Limão, camomila e cidreira 

1 xícara de açúcar mascavo (200 g)

Casca de 4 limões, camomila (2 g) e erva cidreira (2 g)

1 xícara de água. Ferver até o ponto de xarope.

Indicações: Excelente efeito de modulação do humor, calmante, anti-hipertensivo. Tomar 2 vezes ao dia por 15 dias.

Limão, passiflora (folhas do maracujá) e mulungu

1 xícara de açúcar mascavo (200 g)

Casca de 4 limões, passiflora (2 g) e mulungu (2 g)

1 xícara de água. Ferver até o ponto de xarope.

Indicações: Calmante, relaxante muscular, insônia, depressão, ansiedade. Tomar 3 vezes ao dia por 30 dias.

 

Matéria publicada em: https://www.vidaeacao.com.br/5-terapias-naturais-que-ajudam-a-amenizar-a-ansiedade/

Imagens: Canva / Internet

 

Palavras-chave: naturopatia ; saúde ; cromoterapia; aromaterapia; fitoterapia; cristaloterapia ;florais de Bach

Categorias